Saúde Bucal

  1. As escovas de dentes não devem ser guardadas úmidas em lugares fechados, como protetores de cerdas. Também não devem ficar expostas em área de contaminação, como em cima da pia, ao lado do vaso sanitário. Devemos evitar que uma escova encoste na outra. Para controlar a contaminação uma dica interessante é colocar enxaguatório bucal num recipiente com borrifador e após a última escovação, depois de lavá-la, borrifar 2 vezes o enxaguante bucal e deixar secar até o dia seguinte. Repita essa dica uma vez por semana.

  2. Vocês conhecem a Odontologia Intra-uterina? Desenvolvida pela Profa Flávia Konishi, é indicada as gestantes para conscientização e aprendizado da prevenção durante o desenvolvimento do bebê. Com a Odontologia Intra-uterina as mamães aprenderão sobre amamentação, introdução consciente dos alimentos, apresentação dos bicos, como chupeta e mamadeiras quando necessário, higienização da boquinha e dos primeiros dentinhos. Pergunte a um odontopediatra mais detalhes.

  3. Clareamento dentário é coisa séria! O ácido responsável pelo clareamento dental não traz nenhum dano ao esmalte do dente, porém, se utilizado de maneira incorreta pode causar queimaduras na gengiva, irritabilidade da polpa (podendo geral um tratamento de canal), hipersensibilidade dentária e outros problemas. Por isso, mesmo o mercado apresentando inúmeras formas de clareamento caseiro, não faça sem a orientação de um dentista.

  4. Vocês sabiam que o implante pode substituir um dente, um grupo de dentes e até todos os dentes? A falta de um ou mais elementos dentários pode causar dores na cabeça, perda óssea, dificuldade na fala, entre outros problemas. Não deixem de procurar um profissional especializado para restabelecer o seu sorriso!